Postal do Algarve

Postal do Algarve
Postal do Algarve

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Cidade de Lagos - Igreja de Santa Maria ou da Misericórdia

A Igreja da Misericórdia foi construída em 1498 e, posteriormente, foi-lhe adossado o Hospital da Misericórdia. Nos sécs. XVI e XVII, foi alvo de restauros e ampliações. Desde o terramoto de 1775, passou a ser a Igreja Matriz da Cidade, dedicada a Santa Maria. Este templo apresenta um estilo neoclássico, sendo constituído por 1 nave com 3 capelas colaterais e sacristia adossada à fachada lateral esquerda. A fachada principal, voltada para a Praça do Infante, ostenta uma elevada simetria, patente nos seus elementos centrais sobrepostos (a porta da entrada, a janela da sacada e um nicho destinado a uma imagem) e nas 2 torres laterais.












Imagem de São Gonçalo de Lagos, que nasceu em 1360 e se tornou monge, pregador e compositor.





Imagem de São Gonçalo





Cidade de Lagos - Igreja de S. Sebastião

A Igreja de S. Sebastião encontra-se classificada como Monumento Nacional desde 1924. Trata-se do edifício religioso com maior impacto visual na cidade de Lagos. Localiza-se no local da anterior Ermida de N. Sra. da Conceição, construída em 1325 e que no séc. XV já era Sede de Freguesia. A ermida começou a ser ampliada em 1463. Em 1490 foi transformada em Igreja, dedicada a São Sebastião.
O terramoto de 1755 danificou-a muito, tendo sido depois reconstruída.
Esta igreja apresenta um portal tardo-gótico e uma porta lateral renascentista, que foi a entrada principal da anterior ermida. O interior é constituído por 3 naves, separadas por colunas dóricas, capelas laterais e altar em talha dourada. 










Cidade de Lagos - Igreja de Nossa Senhora do Carmo

A Igreja de Nossa Senhora do Carmo foi construída para uma comunidade de freiras carmelitas e fundada pelo padre Cristóvão Dias, em meados do séc. XVI. Este já era um local de culto há 800 anos. No séc. XIII, encontrava-se aqui a Ermida de Nossa Senhora da Conceição.
O antigo Convento de Nossa Senhora do Carmo apresenta um estilo maneirista e barroco e uma planta longitudinal com coberturas distintas. 






domingo, 29 de novembro de 2015

Cidade de Lagos - Forte da Ponta da Bandeira

O Forte da Ponta da Bandeira, também conhecido por Forte de Nossa Senhora da Penha de França, Forte do Pau da Bandeira ou Forte do Registo, foi construído entre 1680 e 1690. Este forte defendia o cais e os lados sudeste e nascente da muralha da cidade, cruzando fogo com o baluarte da Porta da Vila e com o baluarte do Castelo dos Governadores. Foi criado como uma das fortalezas tecnicamente mais avançadas do Algarve. A planta quadrangular, os volumes relativamente baixos e a grande grossura das paredes nas secções viradas para o mar, demonstram uma arquitectura militar sofisticada. Existe uma ponte levadiça para atravessar o fosso que envolve o forte. As guaritas cilíndricas ou atalaias foram acrescentadas durante a restauração realizada por volta de 1960. No interior, permanece uma pequena capela seiscentista forrada a azulejos. É um dos melhores e mais bem conservados exemplares do séc. XVII existentes no Algarve, constituindo um ex-líbris das fortificações marítimas da antiga Praça de Guerra em Lagos. Actualmente funciona no seu interior um pólo museológico alusivo à época dos Descobrimentos e salas de exposições temporárias. 


Avista-se a Meia Praia ao fundo

Avista-se a Meia Praia ao fundo